quarta-feira, 14 de abril de 2010

Minha vida é um filme


Era um aniversário. Todos passamos o dia em um condomínio, comemorando. Mais à tarde o calor nos deixou e o frio estava lá conosco. Me sentei com alguns amigos á beira de um murinho, algumas pessoas que eu não conhecia estavam lá, eram amigos dos meus amigos.
Eles passavam o tempo com algumas brincadeiras e conversas jogavas ao vento. Eu participava das conversas, ainda mais quando me interessavam. Um garoto se sentou ao meu lado, na muretinha. Conversamos sobre quase tudo. Depois de um tempo a conversa mudou e ele começou a jogar algumas indiretas. Quase no final da conversa joguei uma indireta de volta. Assim, foi a nossa despedida.
Algum tempo depois ele resolveu pedir meu e-mail para um amigo, depois de alguns dias me adicionou. Nunca nos encontrávamos no MSN, então ele me deixou uma mensagem offline que dizia: Adorei te conhecer. Gostaria de te encontrar de novo, quando vier aqui me avisa.
Felizmente na próxima semana eu tinha combinado que iria no condomínio visitar uns parentes. E deixei uma mensagem offline para ele, dizendo o dia em que eu ia.
A semana demorou a passar, mas finalmente o dia tão esperado chegou. Nove horas da manhã meu tio estava me esperando na porta de casa para me levar até lá. Quando cheguei, fiquei no apartamento do meu tio esperando meu primo acordar, só depois eu ia ver como ia encontrar ele.
As horas demoravam um pouco para passar. Meu primo finalmente acordou, e, enquanto se trocava, a campainha tocou. Minha tia foi atender, era ele, ele me viu no final do corredor, sorriu e disse alto, como se fosse pra mim:
- Estou indo jogar fut, desce lá comigo.
Logo ele saiu que ele saiu, meu primo terminou de se trocar. Disse que ia descer e falou para eu ir junto senão ia ficar lá no apartamento sem fazer nada, eu desci, né? E também, o que eu queria estava lá embaixo, eu mal esperava para ficar perto dele.
Quando desci, logo atrás do meu primo, ele estava na quadra, jogando com alguns outros garotos. Logo que me viu abriu um sorriso lindo, mas não disse nada, continuou jogando futebol. Eu assistia de fora da quadra, uma grade nos separava. De repente ele fez um gol, e eu sorri em sinal de aprovação. Ele se aproximou de onde eu estava e me deu um selinho pela grade.
Depois de mais alguns minutos de olhares e futebol, todos os seus amigos foram para seus apartamentos, o céu estava ameaçando. Ele pediu para que eu ficasse com ele, entramos na quadra. Ele me abraçou, olhou bem nos meus olhos e depois me beijou. Começou a chover.



E quem diz que a chuva não trás lembranças está errado.

___________________________________________



Parece filme, não é?


Querem saber com quem aconteceu isso? Então me perguntem :)

Conto Real.

3 comentários:

  1. Adriana

    quero saber se é real...

    ResponderExcluir
  2. Quero saber com quem foi esse conto e se é real.

    Bjis, LuuH.

    ResponderExcluir
  3. Lindo!!!suas histporias são ótimas todas são reais?

    ResponderExcluir